7 de jun de 2013

ABRASCO emite Nota sobre prêmio Pemberton da Coca Cola


A ABRASCO, publicou em 23 de maio de 2013, no espaço do GT  Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva alertas e ressalvas dos  especialistas Carlos Augusto Monteiro -  professor do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) e Elisabetta Recine - professora do Departamento de Nutrição da Universidade de Brasília (UnB), integrante do Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutricional (Opsan/UnB) e do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), sobre anúncio da Coca-Cola no início de maio, de uma série de ações que seriam implantadas, em âmbito mundial, em relação ao controle da obesidade. De acordo com a versão oficial, a empresa deixará de veicular propaganda para crianças e diminuirá o nível de caloria de seus produtos, entre outras ações anunciadas.





Neste mesmo espaço foi publicado GT Alimentação e Nutrição o posicionamento sobre prêmio Pemberton da Coca Cola – que diz “ser mais uma iniciativa da Companhia para incentivar e promover a pesquisa científica para um estilo de vida saudável no Brasil”, o que em princípio, torna incompatível a adesão da Comunidade Científica a iniciativas como a do prêmio oferecido pela Coca-Cola Brasil e a necessária independência intelectual, financeira e política que deve orientar as pesquisas científicas e a prática acadêmica.  



Mundialmente, 155 milhões de crianças têm excesso de peso ou obesidade infantil, segundo os estudos da Organização Mundial de Saúde. Destas crianças, mais de 90% consomem fast food e bebem refrigerantes pelo menos 4 vezes por semana.

0 comentários:

Postar um comentário